quinta-feira, 29 de outubro de 2009

5

Dia dos pais





5 Comentários:

Juju disse...

Rever a Mafalda é como voltar à minha adolescência. Mas afinal o que aconteceu com esse criativo desenhista argentino?

Deborah Brandt disse...

O Quino fez a Mafalda ir envelhecendo em tempo real na medida em que iam sendo publicadas as novas edições.Ele decidiu encerrar a publicação em junho de 1973, no auge da popularidade mundial. Uma pena...

Anônimo disse...

uma menina de seis anos de idade, que odeia sopa e adora os Beatles. Se comporta como uma típica menina de sua idade, mas com uma visão aguda da vida. Bons tempos esse para as estórias em quadrinhos.

sandra disse...

A maioria das histórias que não eram intimamente relacionadas com a atualidade da época e com eventos hoje esquecidos têm sido reeditadas em livros. Isso exclui os primeiros, publicados no Primera Plana, mas jamais reimpressos em livros até 1989.

* Mafalda (1966)
* Así es la cosa, Mafalda (1967)
* Mafalda 3 (1968)
* Mafalda 4 (1968)
* Mafalda 5 (1969)
* Mafalda 6 (1970)
* Mafalda 7 (1972)
* Mafalda 8 (1973)
* Mafalda 9 (1974)
* Mafalda 10 (1974)
* Mafalda Inédita (1989)
* 10 Años con Mafalda (1991)
* Toda Mafalda (1992)
* El Mundo de Mafalda (1981) (desenho animado)

(fonte:Wikipédia)

daniel disse...

Mafalda pareceu pela primeira vez em 1964 e a partir daí foram lançados vários livros na Argentina e no exterior. Quino viajou a vários países divulgando seu trabalho e recebeu diversos prêmios de nível internacional, entre eles o de desenhista do ano, em 1982. Atualmente publica seus desenhos na revista semanal do jornal Clarín.