sexta-feira, 4 de novembro de 2011

3

Incrível: média de atendimento de câncer pelo SUS é de quatro meses

Uma auditoria do Tribunal de Contas da União (TCU) atestou que o tempo médio para que um paciente com câncer consiga uma sessão de radioterapia pelo Sistema Único de Saúde (SUS) é de quatro meses. Em caso cirúrgico, são três meses e, para quimioterapia, dois meses e meio de espera. O estudo foi feito com base em dados oficiais da rede pública, entrevistas com 200 médicos e associações de apoio aos pacientes.

De acordo com o TCU, o parâmetro internacional de excelência sugere que o tratamento de câncer seja iniciado dentro de, no máximo, 30 dias após o diagnóstico. Porém, não foi este o panorama encontrado pelos auditores. Ao contrário do que ocorre no Reino Unido - onde 99% dos doentes começam a ser tratados dentro deste prazo - no Brasil os números são alarmantes: 16% nos casos de radioterapia e 35% nos de quimioterapia.

Após seis meses de trabalho, a auditoria também identificou um déficit de equipamentos. No total, faltam 135 equipamentos de radioterapia, 44 de cirurgia e 39 de quimioterapia. A escassez de equipamentos de radioterapia é tão grande na rede pública que, se fossem contabilizados todos os aparelhos da rede privada, ainda faltariam 57.

O motorista Raimundo Santos, de 63 anos, mora no Distrito Federal e é uma das vítimas do déficit de aparelhamento na rede pública. Diagnosticado em dezembro passado com câncer de próstata, ele esperou seis meses para iniciar o tratamento que teve que ser interrompido por um defeito no equipamento. "Me sinto uma peça descartável. Não estou bem. Eu preciso de tratamento e ele não vem", lamentou.

Segundo os auditores, as falhas nos serviços estão relacionadas à carência de investimentos, despreparo dos profissionais para operar equipamentos, ausência de mecanismos para acompanhar a qualidade do serviço prestado, demora na inclusão de novos tratamentos e baixos valores pago aos hospitais, fator que desestimula a oferta dos serviços.

"Apesar do gasto do governo federal estar crescendo nessa área, identificamos muitas carências para serem sanadas", disse o secretário de Avaliação de Programas de Governo do TCU, Carlos Alberto Sampaio. "Temos indicadores semelhantes aos do Reino Unido na década de 90. Eles [os britânicos] fizeram planos com metas e, hoje, têm bons indicadores. Se o Brasil seguir a mesma linha, daqui a dez anos vamos ter indicadores comparados aos do Reino Unido".

O TCU também levantou que menos da metade dos pacientes diagnosticados com câncer conseguiram ter acesso ao tratamento pelo SUS em 2010. O órgão recomenda que o governo federal faça uma revisão do número de pacientes com necessidade de tratamento pelo sistema, crie indicadores de desempenho e capacite profissionais da atenção básica.

Segundo o Ministério da Saúde, os gastos federais com assistência oncológica triplicaram nos últimos 12 anos. Em 2011, a pasta vai fechar com R$ 2,2 bilhões de recursos aplicados na área. A quantidade de cirurgias oncológicas cresceu 40%, passando de 67 mil (2003) para 94 mil (na estimativa de 2011). 

No último ano, dos 155 procedimentos de radioterapia e quimioterapia oferecidos pelo SUS, 66 tiveram reajuste do valor pago. "Com isso, garantimos maior acesso aos serviços oncológicos para 300 mil pacientes que são atendidos no SUS", informou o ministério por meio de nota.
Fonte: Agência Brasil
=====================================
Tá complicado manter um blog atualizado pra quem mora aqui em Manaus. 
Enquanto a conexão tá funcionando, tudo bem. A gente vai levando, mesmo que a velocidade de conexão  não chegue nem a 30% daquela pactuada no contrato. Já mudei de provedor, mas há realmente pouco a se fazer. O empresário deste e de praticamente todos os ramos de prestação de serviços continua tratando o consumidor brasileiro como um mico amestrado para lhe proporcionar as melhores taxas de lucro, sem o devido retorno na excelência dos serviços prestados.

Todos os provedores de conexão a internet por banda larga, aqui em Manaus, passaram a ter escritórios apenas no Nordeste para atender às regiões Norte e Nordeste. Estou sem conexão desde as 24 h de domingo passado. Telefono para a Central de Atendimento da NET, narro o problema e eles tentam acionar (eles dizem) os serviços terceirizados para assistência técnica que eles utilizam aqui  na cidade. Eles marcam dia e até hora para aparecerem, não aparecem e ainda informam à NET que não havia ninguém em casa (um condomínio com guarita funcionando 24 h). Para atualizar o blog tenho que me deslocar para um shopping e usar a rede wi-fi.

3 Comentários:

Cássia disse...

A minha cunhada está há seis esperando a consulta para saber o resultado da mamografia que acusou um tumor.Ai falam da importância do diagnóstico precoce na televisão.É revoltante não é mesmo?
Ah! a mamografia demorou dois meses!!!!

Jú Carelli disse...

Daniel querido...
Infelizmente essa é a realidade do nosso país...
E depois ainda tem gente "falando mal" dos questionamentos da população...
Torço muuuuuuuuuuuuuuito pela saúde do nosso ex-presidente Lula, mas é vergonhoso assitir a desigualdade existente...
Ele passou no médico no sábado... recebeu o diagnótico no domingo... implantou o catéter e já iniciou a quimioterapia na segunda-feira e para completar na terça-feira já tinha o resultado do seu pet scan...
Acho que não preciso falar mais nada né?!
Contudo assim como boa brasileira... que não desiste nunca... espero que aconteça a melhoria no SUS...
Que Deus olhe por todos nós...
Beijos carinhosos...

daniel disse...

Cássia, Ju: não é uma ironia que o governo gaste recursos para a conscientização da população sobre a importância do diagnóstico precoce ? Ou, antes, uma crueldade? O quanto antes eu diagnosticar, mais ansioso ficarei para começar um tratamento. Foi assim comigo, acredito ser assim com todos.
Bj, meninas queridas!